Home

EU SOU

UM LIVRO ABERTO,

SEM HISTÓRIAS,

UM SONHO INCERTO

SEM MEMÓRIAS,

UM PASSARINHO QUE POUSOU.

EU SOU

UM PORTO AMIGO

SEM NAVIOS,

UM MAR ABRIGO A MUITOS RIOS.

EU SOU, APENAS, O QUE SOU.

EU SOU UM  MOÇO VELHO

QUE JÁ VIVEU MUITO,

QUE JÁ SOFREU TUDO

E JÁ MORREU CEDO.

EU SOU UM VELHO MOÇO

QUE NÃO VIVEU CEDO,

QUE NÃO SOFREU MUITO

E NÃO MORREU TUDO.

EU SOU ALGUÉM LIVRE.

NÃO SOU ESCRAVO

E NUNCA FUI SENHOR.

EU, SIMPLESMENTE,

SOU UM HOMEM

QUE, AINDA,

CRÊ NO AMOR

( O MOÇO VELHO - Silvio Cesar )
INDEPENDENTES