DINHEIRO
1/5/2013
Certa ocasião, numa roda de amigos, estávamos “jogando conversa fora”, quando alguém começou a defender, ardorosamente, o valor do dinheiro.

A discussão foi ficando cada vez mais animada, quando um dos amigos perguntou ao “defensor” :

Quanto resolveria o seu problema?

Silêncio.

Diga um número, insiste.

Nada.

Depois de pensar muito, o outro aceitou o desafio: 10 milhões de dólares!

E, com a ajuda dos amigos, elaborou uma lista de itens considerados básicos:

Casa tipo sobrado, automatizada, piscina térmica, quadra de tênis campo de futebol society, sala de ginástica, heliporto, Mercedes na garagem, Jaguar esporte, moto Harley Davidson, lancha, guarda-roupa Armani, Rolex de ouro, sítio para os fins de semana e miudezas como: computador, Tv a cabo, som, celular, etc.., etc..

Tudo de última geração.

E uma poupança robusta.

OK, respondeu o amigo gozador.

Tirou do bolso o talão, preencheu um cheque e entregou ao “sonhador”.

Todo mundo caiu na gargalhada com o absurdo da situação.

Mas ele ficou sério:

"Vocês estão rindo? Querem ver uma coisa?

Vamos gastar esse dinheiro".

Fizemos as contas e o dinheiro não era suficiente.

Foi um susto. Uma decepção.

10 milhões de dólares é muito dinheiro e, teoricamente, seriam suficientes.

Porém...

Só a casa sonhada custaria mais de 10 milhões de dólares.

Então, todos juntos, reavaliamos os ítens, refizemos as contas e...

Sobrou dinheiro.

INDEPENDENTES